Uncategorized

4 dicas diretas dos pais e bebê

Olá galera!

Depois que a gente vira mãe, começamos a entender que certos tipos de comportamentos que a gente achava que não eram nada demais acabam atrapalhando um bocadinho a mamãe e o bebê. Não sou nenhuma expert em maternidade mas listei aqui 4 dicas para ajudar a entender essa fase cheia de mudanças.

1- Sem perfume, por favor!

Vai visitar um bebê? Vai para algum lugar onde terá um neném e a probabilidade de segurar? Então por favor, evite perfumes e cheiro forte! Por mais que se use a manta, a cabeça do bebê acaba encostando perto da nossa pele e pegando o perfume. Além do cheiro ficar muito forte e o contato ser prejudicial para alergias na criança, a mãe na época de amamentação fica extremamente sensível à odores e na hora de dar o mamá, pode causar enjoos e dores de cabeça. É uma questão de hormônios e a mãe precisa sentir o cheiro do bebê.

2- Sua vivência é sua!

Ninguém nasce sabendo ser mãe e pai, todo conselho realmente é bem vindo. O que fica cansativo é ficar comparando como foi sua experiência o tempo todo com o da nova mãe, como se o jeito que foi contigo foi o mais correto pois seu filho está bem.

Quer saber? Cada mãe é de um jeito e todos vão ficar bem!

O que come terra, o que é obrigado a lavar a mão três vezes, o que segue crença e o filho de ateu.

“Ah mas eu fazia isso… Ah mas o baby ficava assim comigo”. Essas comparações não vão fazer o bebê alheio ser o seu por saudosismo. Precisamos mais é de conselhos de como relaxar!

“Vai na esquina da sua cozinha, coloque em um prato três colheres de chocolate, uma jarra de leite condensado, misture tudo, adicione um filme sem compromisso como A fuga das Galinhas, deixe curtir por uma hora e meia, e está pronto o seu descanso”.

3- Respeite a rotina dos pais

Na hora de cuidar, os pais acabam criando uma rotina que se encaixa melhor para eles e a cria, de acordo com o que funciona melhor e dicas orientadas pelo pediatra.

Você vai passar mais que um par de horas com os pais e o New baby? Tente saber como é o dia a dia dos pais para não causar mais estranhamento na criança.

Desde o acordar até a hora de dormir a gente acaba criando um roteiro. Por exemplo, eu gosto de revesar um pouco de colo, sentar na cadeirinha e ficar deitado no tapetinho. Não gosto de manter o tempo todo no colo, pois isso ajuda a estimular os movimentos dele.

Quando fazemos uma visita, é normal querer segurar o bebê mas assim que notar algo diferente no comportamento dele, uma leve reclamação já basta, deixe os pais cuidarem da bombinha deles. Pode ser uma criança tipo a minha, que mama livremente, querendo um peito de mãe.

Bebês sentem falta muito rápido dos pais o que acaba deixando os sentidos meio desnorteado de ambos.

4- Não leve para o pessoal

As coisas mudam radicalmente após a chegada do bebê, não tem como negar. Tudo novo, muitos hormônios, novos medos e uma responsabilidade gigante.

E por conta desses receios e cuidados, abrimos mãos de muitas coisas e viramos leões cuidando dos filhotes.

Por defesa, vamos falar algo que pode até soar grosso ou extremamente direto sem mesmo perceber. Não estamos fazendo por maldade ou para ser mal educado, estamos preocupados demais em proteger que fica todo o resto no piloto automático! Não dá tempo pra filtrar.

E por mais que a gente passe a gestação inteira falando que não vamos mudar o estilo de vida, essa mudança é preciso.

É deixar de ir a algum lugar que queríamos por achar que vai ventar demais, que vai fazer sol demais, por receio de vírus ou por simplesmente trazer algum desconforto para criança causada pela distância (ainda mais quando são pais de primeira viagem!)

Fazemos questão sim de estar com os amigos, amamos e sentimos saudades deles, mas por esse curto momento, temos que aceitar que precisamos lidar com as necessidades de um terceiro que não faz ideia do que é vida. Por esse tempo é preciso priorizar esse pequeno ser.

E é isso! Posso até parecer extrema ou um tanto ríspida mas algum pensamento desse sempre passa pelos pais…

É muita coisa acontecendo e o que mais precisamos de fora é a compreensão.

Beijos galera!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s